e elas a insistirem

“Isto não se resolve só com a cenoura, também não se resolve só com a chibata. Temos de fazer um equilíbrio, de forma a que a pessoa que está entre a cenoura e a chibata sinta a vontade de fazer melhor”, disse.

Fernando Leal da Costa, Secretário de Estado da Saúde, referindo-se à pessoa que pratica a profissão de médico e à respectiva resistência de carácter equino em adoptar as mais modernas regras de higiene no trabalho.

Há um conjunto de instrumentos – anéis, pulseiras, alianças – que “sabemos que são potenciais veículos de transmissão”, com os quais “as minhas colegas insistem, muito alindadas, em ir trabalhar”

Fernando Leal da Costa, Secretário de Estado da Saúde, referindo-se ao hábito insistente que as suas colegas têm de usar anéis, pulseiras ou alianças, objectos estes genericamente denominados por conjunto de instrumentos de alindamento.

Público

2 thoughts on “e elas a insistirem

  1. E eu que pensava que as boas práticas de HACCP e Higiene e Segurança no Trabalho eram obrigatórias. Então e uma ASAE para a saúde, não? Sai caro ao estado? Subsídios de funeral saem mais baratos ?

  2. Urge regulamentar quer o consumo de cenouras pelos profissionais de saúde; quer a ocorrência de práticas s&m envolvendo chibatas em unidades de cuidados de saúde; quer a utilização de instrumentos de alindamento por parte daqueles profissionais (os da saúde, não os do s&m). Sugeriria ainda que todos os profissionais de saúde fossem obrigados a rapar a cabeça e a viver em clausura em células estirilizadas nas unidades de cuidados de saúde em vez de irem para a rua conviver com essas e esses porcas e porcos desmazelados que se cobrem de instrumentos de alindamentos e que se amigam com as bactérias de toda e qualquer maneira. Mais: qualquer cidadão que chegue a uma urgência hospitalar carregando a sub-categoria “anéis, pulseiras ou alianças” dos instrumentos de alindamento, deveria ter a mão em questão imediatamente amputada e incinerada, garantindo o fim de vida daqueles veículos de transmissão (o mesmo vale para brincos, arrecadas, cordões, colares, fitas do senhor do bonfim, pulseiras magnéticas, medalhas de santa rita de cássia ou qualquer outro nome do martiriológio, cruzes, medalhinhas com o signo, aquela estupidez das chapinhas do exércityo americano, piercings-qualquer-que-seja-o-órgão-a-que-estejam-apensos, dentes de ouro ou placas dentárias de titânio). Afinal, estamos a falar da vida das pessoas, não é?!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s