Kafka no céu, Hasek na terra.

Terminou, por entre salpicos de gordura de pernil de porco e espuma de cerveja, o calvário do meu exemplar do Soldado Svejk. A capa parece que passou pela batalha de Verdun, sobreviveu e foi festejar para um bordel improvisado. O final do romance é abrupto, o que costuma ser o caso quando o autor não consegue continuar a obra em virtude da contrariedade do seu falecimento. A excepção a esta regra pode encontrar-se em contos e mesmo livros inteiros de JR Tolkien que foram terminados anos depois da sua morte pelo filho e respectivos editores com base em apontamentos do género “há um orco que se apaixona por uma elfa e um anão ciumento, desenvolver”. Outros livros, como os do Gonçalo M. Tavares, parecem escritos por um ser não vivo, visto não se sentir pulsação nenhuma nas entrelinhas, ao ponto do bom leitor com curso de socorrismo se sentir instigado a fazer manobras de reanimação ao texto, com apontamentos a lápis, rabiscando as longas elucubrações filosóficas de personagens com nomes judeus e substituindo-as por alternativas como “eu gosto é de mamas” ou “ia a dizer agora qualquer coisa profunda mas esqueci-me”. O Bom Soldado Svejk entra no panteão das obras que me entusiasmam. Nunca leio na perspectiva passiva de um qualquer leitor comum, desses que para aí anda embasbacado com a grande literatura, mas sim na visão de um aparentemente eterno aspirante a escritor que gosta de ver que certos impulsos, latentes e muito inseguros, podem seguir por caminhos novos, de guerrilha, evitando habilmente o confronto com a artilharia pesada de autores de quem gosta muito, mas que são de outro calibre, como uma beata que prefere a intermediação do santinho na capela a dirigir-se assim de chofre e com grande lata a Deus nosso senhor.

E agora uma música engraçada.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s