apreensivo

Fiz hoje os 21k do trail de Sesimbra, o meu primeiro ensaio oficial de trail. A prova em si foi linda, a paisagem é verdadeiramente excepcional. Pelo trail temos acesso a trilhos e paisagens que normalmente não se vêem, pois estão muito longe de estradas ou caminhos normais. Portugal é tão bonito que até comove, caraças. Houve quem visse golfinhos e tudo, um dos vigias da prova. Foi também divertido ver a comunidade do trail em acção. O espírito é bem diferente das provas de estrada, mesmo para os 21k (havia uma prova de 50k que partiu uma hora antes). Os corredores, em muito menor número do que noutro tipo de eventos, aparentam ser proporcionalmente bem mais fervorosos da corrida e da aventura. Claro que em qualquer prova de estrada há muitos corredores assim, muito mais até, mas refiro-me é à proporção de corredores mais de “elite amadora” e meros desportistas casuais. Depois percebi porquê.

Quanto à prova, ainda estava bastante cansado da maratona de Madrid e o objectivo era desfrutar da paisagem e ganhar alguma experiência neste tipo de evento, sempre tendo em vista os 7o 0km Douro Ultra Trail em Setembro. Fiquei ainda mais apreensivo do que estava depois da maratona de Madrid. O problema não é tanto a distância em si, mas sobretudo o desnível positivo de 4500 metros e o acumulado de 9000 metros, sendo que descobri hoje que as descidas a pique e técnicas me parecem mais massacrantes que as próprias subidas. Ao fim de 15km já rangia os dentes quando descia, e só tive de aguentar 1800 de acumulado em 21km… como vou aguentar 9000 em 70, um rácio por km bem mais agressivo? Fez um calor tórrido, acima de 30º. Mesmo tendo o percurso apenas 21k, o reduzido número de participantes (comparado com estrada) e a sinuosidade do troço, fez-me fazer bons bocados da parte final sozinho no meio de trilhos brancos e poeirentos ou no meio de bosques na encosta do castelo de Sesimbra, apenas um cheirinho do que pode ser o DUT (especialmente se tiver em conta que parte de desenrola de noite e em sítios muito mais isolados). Terminei bastante cansado, para quem queria apenas divertir-se. Demorei 3 horas e 12, mas é certo que no início perdi uns bons 20 minutos nas descidas dos trails pois houve autênticos engarrafamentos e até ficámos parados.

Muito bons os abastecimentos e o lanche final: pão com queijo, chourição, coca-cola, cerveja, amendoins, figos, batatas fritas, sumos, águas… senti-me mesmo mimado e não é costume: na corrida de 10k do Tejo chegaram ao desplante de me recusar uma 2ª garrafa pequena de água no fim quando estava exausto, dizendo-me “é só uma por atleta”. Agora tenho de investigar sobre como trabalhar as minhas descidas e subidas sem ser pela resposta de óbvia de correr descidas e subidas, o que terá de ser feito, mas não em demasia ou vai dar lesão e de qualquer forma não tenho tempo para ir para serras 2 vezes por semana. Dependendo da minha evolução, logo vejo se o objectivo da ultra maratona é exequível até setembro.

Anúncios

One thought on “apreensivo

  1. Fiz o meu primeiro trail de 18/19kms há coisa de semana e meia, ali para os lados de Alhandra e, tal como tu, confirmei que se tratam de realidades diferentes. Ao passo que as subidas moem por serem desgastantes pelo relevo, as descidas obrigam a um equilíbrio grande entre a tua capacidade física, o equilíbrio e velocidade que tendes a acumular e acabas por ter de combater para não ir trilho fora.

    Por acaso, uma das coisas que mais gostei foi o número reduzido de participantes e o companheirismo entre malta perante alguém em dificuldades. Mas, para percursos mais extensos, não tendo objectivos de glória que não acabar, acho sempre positivo ir com alguém que está ao nosso nível, pelo menos durante boa parte do percurso.

    Também tive sorte com o percurso e com a organização e para o ano, independentemente do resto, pretendo voltar. Nos entretantos, irei balancear a coisa entre estrada e trail mas, para já, não me vejo a fazer provas de trail com mais de 30kms, especialmente tendo em conta o relevo quase sempre desafiante.

    Mas, noutros locais, é certo que nos devemos ir cruzar, mais cedo ou mais tarde 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s