stressadinhos e stressadinhas ao volante

Epá, porra. Depois de anos a pedalar na cidade em percurso casa-trabalho no centro de Lisboa, tenho de fazer um desabafo pois ultimamente sucedem-se casos atrás de casos. Sim os taxistas são os tipos mais agressivos e mal criados na estrada, também em parte porque os ciclistas vão na faixa do BUS e porque eles precisam de ir na faixa da direita para parar e apanhar pessoas. Mas ultimamente.. não sei o que se passa com os ‘civis’. Em primeiro lugar quero dizer que nesta fase ando a uma média de 17km/h na cidade contando com as subidas. Nas descidas e plano vou a cerca de 30km/h o que está longe de ser lento em ambiente urbano e foi um enorme aumento face ao que conseguia antes (fruto de correr e ter perdido mais de 10kg) Penso até que a minha velocidade para bicicleta talvez esteja na origem de alguns problemas, ironicamente, como o que me aconteceu há dois dias quando um autocarro iniciou uma manobra de ultrapassagem a menos de 50 metros de um semáforo vermelho e obviamente não me conseguiu ultrapassar, ficando parado na faixa à esquerda da faixa do bus. Até me ri para o choffer apressado em chocar de trombas nos semáforos vermelhos. Não sou um obstáculo parado na estrada, mas algumas pessoas estão condicionadas a serem incapazes de esperar 5 segundos atrás de uma bicicleta quando no percurso têm de parar em 20 semáforos, fazer filas de trânsito, contornar carros em 2ª fila, acidentes, seja o que for. Que porra pá. Hoje no semáforo, uma stressadinha começa a apitar com o sinal no laranja intermitente. Apitou porque… porque eu estava ali à frente dela e à minha frente estava um carro também à espera que os carros no sentido oposto passassem. Os carros passam, o carro à minha frente arranca, eu arranco atrás dele e quando vou a tentar encostar à direita, a doida tenta ultrapassar-me pela direita para onde estava a ir. Mandei-lhe um berro e fiz contacto visual. Encostei, ela acelerou (até saiu fumo preto) passou pela minha esquerda e depois guinou para direita para uma saída para um bairro residencial! Há dois dias persegui uma doida que me passou a 80km/h na alameda a menos de 2cm, fiquei furioso, nunca pedalei tão rápido e 3 semáforos depois lá a apanhei e tive uma “conversa” que ela não vai esquecer. Ontem, antes de chegar a uma rotunda, uma carrinha comercial passa-me pela esquerda (na faixa da esquerda) e atira-se para a minha faixa ao entrar na rotunda, apesar de lhe ter gritado sonoros HEYYYY! Tive de travar! Epá, eu conduzo em Lisboa e sei que não é nada de especial, vejo isto a acontecer entre carros todos os dias. Dá-se apenas o caso de estar numa bicicleta e de ultimamente ter visto muita gente queixar-se dos ciclistas urbanos, que são um perigo e ronhonhó, o presidente do ACP a exigir seguro para os ciclistas (seria caso único na europa…). 500 mortos na estrada por ano, 7 atropelamentos em média, diários, e o perigo são as bicicletas. Ok. Anda tudo doido é o que é.

 

Anúncios

3 thoughts on “stressadinhos e stressadinhas ao volante

  1. Pergunto o mesmo, que onda de estupidez quadrado deu nos automobilistas lisboetas. Verdadeiros idiotas, como se conduzir em Lisboa fosse algo de transcendente, como se Lisboa fosse efectivamente alguma metrópole europeia.

    Desabafo de automobilista, farta de automobilistas.

  2. Pá, o povo é maluco. Sou condutora, mas essencialmente ando a pé ou de transportes, e há coisas de levar uma pessoa à loucura. Já me apitaram por parar numa passagem de peões, e já me tentaram ultrapassar quando abrandei para parar numa passagem de peões – para estes atravessarem, claro. Os taxistas são um bando de doidos, e o acesso à actividade devia estar mais regulado e fiscalizado. E pronto, falta de civismo a rodos, mas também é transversal: já perdi a conta aos ciclistas que apanhei a passar vermelhos, em contramão, e por aí fora.

  3. Eu não tenho coragem de andar de bicicleta em Portugal, acho que passaria o tempo assustada e a temer pela vida pela forma selvagem como se conduz por cá e pelo desrespeito por peões e ciclistas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s