não falo

A partir do momento em que temos filhos, sucedem algumas transformações curiosas. Antes sentia a sobranceria de certos pais, como que indiferentes a tópicos de relevo, hoje sou um deles. Sou chato quando falo da minha filha, especialmente para os mais novos. Já mo disseram, com franqueza e frontalidade. Pai babado, cala-te. E depois falam-me de coisas em geral. E eu não tenho interesse nas coisas em geral. Respeito os outros e acabo por só poder desabafar com outros pais (ou mães) do mesmo tipo que eu ou então com amigos hard core (2 ou 3) que aguentam os monólogos sobre o quão fofo é dizer “Jshulhia” em vez de “Júlia”.  Sobra a corrida e eu não conheço assim muitos corredores obcecados (pessoalmente, virtualmente sei que existem mas pessoalmente não). Por isso, meh. Não tenho sequer aspirações de ser interessante ou engraçado nesta fase da minha vida.

Anúncios

One thought on “não falo

  1. Para o mês que vem, eu que não tenho pachorra para nada, vou muito provavelmente passar a ter pachorra para tudo, nomeadamente para dar as famosas e brutais secas sobre a minha neta Alice. Depois trocaremos impressões 🙂 🙂 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s