adopção

Sobre o chumbo da adopção de crianças por casais gay na AR, é mais um exemplo de que temos uma esquerda que é progressista na moral e um factor de civilização inquestionável no pós 25 de Abril, mas conservadora e pavloviana no resto, às vezes jurássica. E temos uma direita que tem alguns ímpetos reformistas positivos (alguns) mas que depois é conservadora, e em certos casos jurássica, na moral e nos costumes. Leio alguns que fazem uma leitura forçada disto, dizem que o PSD não quis dar uma vitória à esquerda. Se o PSD votasse a favor eliminava precisamente um dos pontos cruciais do posicionamento da esquerda que ainda é relevante para muito eleitorado urbano. O BE quase que se posicionou assim de génese e a meu ver a sua menor expressão eleitoral ocorreu pelo esgotar dessas vitórias como a do aborto por exemplo. Acho um erro a vários níveis, não apenas pelo sentido do voto em si (não tem qualquer nexo nestes dias restringir a liberdade de pessoas pela sua orientação sexual e só mesmo o preconceito pode explicar esta cautela), mas mesmo do ponto de vista estratégico pré-eleitoral é mal jogado. É um pouco por estas coisas que o PS costuma vencer em Lisboa. Podem ser temas menores, no grande esquema das coisas, mas tocam em pontos que ainda são relevantes na democracia e que dividem as águas.

Nisto tudo, liberais, nem vê-los, à esquerda ou à direita.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s