acabei por não

completar o post abaixo e pensei que tinha ficado em draft. Diria que tem o seu quê de simbólico, e não faço ideia do que seria essa tal coisa espectacular. Não olhem para mim assim. Sobre os meus métodos, um deles envolve começar uma frase, qualquer uma, de forma completamente aleatória (o mais possível) e depois desenvolver, estilo jazz. Às vezes resulta bem, às vezes não, especialmente ao vivo e a falar com uma pessoa.

olhem, as ondas gigantes vêm aí outra vez:

nazare

Anúncios

4 thoughts on “acabei por não

  1. Bonito gesto, e eu que adorei o post e o considerei o do dia, fico agora com a cara de parva (mais ainda) do costume, uma hiperligação vogando pelo espaço das coisas de tal modo profundas que ninguém dá com elas.

    Ora bolas.

  2. Agora (ainda) mais a sério: repõe lá o draft, ou fico ali armada em tansa, como quase toda a gente quer. É que não apago o que escrevi e, além do mais, abomino a ideiazinha da perfeição, que isto da bloga é mesmo questão experimental (não necessariamente jam sessions, m’enfin).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s