a minha Sagres

A minha filha está numa fase em que ser contrariada é uma cena que não lhe assiste e a faz ter birras épicas. São os chamados “terrible two” na gíria pediátrica, ou, no caso do Bruno de Carvalho, os “terrible late forties”.

Ontem foi por algo tão absurdo como querer beber da minha Sagres. Não estou a gozar. Insistiu e começou a chorar e eu pensei “ok, isto é horrivelmente amargo, vai detestar e resolve-se o problema” e deixei-a dar um gole pequeno (sim sou mau pai). Não é que riu? Adorou e teve um arrepio por ser gelado e ter bolhinhas. Vai daí “MAISH MAISH” a querer agarrar a minha Sagres e a trepar por mim acima no sofá. Obviamente que não lhe dei mais e obviamente que passei os últimos 10 minutos do jogo de ontem a ver o Benfica perder, com a Júlia aos gritos no chão em desespero por não lhe darem Sagres, no fundo, o que a maior parte dos benfiquistas sem sagres estariam a fazer naquele momento.

Pensei em encher uma sagres vazia com água, mas isso abria um precedente, ela podia passar a preferir aquilo à sippy  cup e um dia teria muito que explicar se a alguém a visse a emborcar de uma garrafa de Sagres, encostada ao sofá, a folhear o Livro de Ver e Sentir. E poderia causar problemas quando entrasse num café qualquer e ela se esticasse toda para qualquer pessoa com uma cerveja na mão a pedir “MAISH DÁ DÁ!”

Anúncios

12 thoughts on “a minha Sagres

  1. Been there, done mais ou menos a mesma coisa: ele queria beber cerveja, como o pai, a assistir ao mundial-não-sei-de-que-ano. Recebeu uma garrafa alusiva ao evento, com sumo lá dentro, e ainda a guarda na escrivaninha. Até ver não houve consequências como as que descreves em hipótese, mas claro, ele não tinha 18 meses… E, claro, ainda não houve nenhuma assistente social a vasculhar-lhe o quarto.

  2. Passei por isso, numa esplanada em Porto Covo, achei que não ia gostar e dei-lhe, passei a hora seguinte com uma fedelha com menos de dois anos, em pé numa cadeira a gritar ” QUEO CEBEJA!”

  3. A primeira prova irrefutável que a miúda é tua filha e tu vens para a net questionar desconhecidos?!
    (Eu não entendo é como é que os putos conseguem beber tanto leite, porque gostar de cerveja até é fácil, o gás ajuda na cólicas 🙂

  4. Deixa lá, mais rápido do que tu julgas vai entrar na fase de querer fazer tudo ao contrário do que tu fazes. Não te esqueças de beber bastante cerveja nessa altura 😉

    (fiquei com vontade de fazer uma experiência: escrever no meu blog que dei cerveja ao meu filho e depois esperar pelos insultos na caixa de comentários, só para fazer um comparativo entre tolerância para com as mães vs pais)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s