envelhecer graciosamente

Estou a escrever isto a mim mesmo daqui a uns anos, talvez a minha filha mo devolva à cara. Eu não sei o que acontece aos homens quando passam uma certa idade, mas não gosto e não quero. Falo daquela ideia de que agora as coisas são piores do que antes e daquele pessimismo permanente. Há coisa mais assustadora que envelhecer azedando como o vinagre, tendo  medo? É como se relembrassem constantemente aos mais novos ou aos outros que não pensam assim, que herdaram um mundo mais feio, mais hostil, menos democrático, menos espiritual, menos interessante, mais fútil, mais chato, menos saudável e a caminho de ser ainda pior. A maior parte das vezes estão factualmente errados, noutros campos a avaliação é completamente subjectiva e está inquinado por esse pessimismo. Parece-me egoísta querer negar aos novos a esperança no futuro ou a fruição do presente.  A minha teoria é que idealizam o passado porque eram mais jovens e havia hipóteses, futuro. Depois dos 40 ou 50, os caminhos fecham-se e então gera-se um mecanismo de autodefesa que diz “eu vivi tudo o que havia para viver, depois de mim, vem o nada”. É como que um triunfo da morte em vida.bruegel

Anúncios

11 thoughts on “envelhecer graciosamente

  1. Não se fecham, Lourenço, os caminhos não se fecham. Já ouvi uma pessoa de 58 anos dizer que a vida – ou o olhar sobre ela – é sempre a melhorar e já tinha tido, essa pessoa, duas monstruosidades de sofrimento na sua vida. Acho que ser mais velho inclui ser-se mais tranquilo, ter menos medos.

  2. ” Depois dos 40 ou 50, os caminhos fecham-se e então gera-se um mecanismo de autodefesa que diz “eu vivi tudo o que havia para viver, depois de mim, vem o nada””

    Com quantas pessoas (diferentes, entre si) com mais de 40/50 anos convives tu? (falo de convívio propriamente dito, sem um contexto estanque, do tipo familiar, ou laboral, por ex.)?

    tss tss, a Julinha vai comer-te as douradas todas, de castigo (ou ensinar-te a pescar) :p

  3. 40/50 anos os caminhos fecham-se?…tenho 62 anos e jamais usei qualquer mecanismo de autodefesa e proferi sentenças apocalíticas! 🙂 Os anos passam, o corpo envelhece mas está na nossa mão preservar a mente e acredite que não é difícil.
    O senhor deve ser muito jovem! Já se imaginou a trabalhar até aos 66 anos com os caminhos fechados desde os 40/50? Azeda mesmo!
    Gosto de o ler, sobretudo no seu papel de pai e a forma como lida com esta fase da vida. Já passei há muito por essa fase, claro, e agora, com muitos caminhos ainda abertos, vivo as traquinices do meu neto, o Duarte, que é da idade da sua princesa.
    É revigorante!
    Boa sorte.

    1. Eu tenho 38 anos mas já fiz dois testes que me deram 82 e outros 98 anos. Será que não é claro pelo texto que me referia a a um perfil em particular de homem e não a todos? Parece que toquei num ponto sensível. Independentemente disso, os caminhos fecham-se sim, é normal, fazemos escolhas. Não podemos decidir ser jogadores de futebol profissional aos 40 ou tentar tirar medicina ou ter emigrado para alemanha aos 21 anos etc. é normal. Os caminhos fecham-se, depois há pessoas que reagem mal a isso e outras não.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s