meditação

Como seria de esperar para quem segue o meu blogue yang de corrida, ando a enveredar pela meditação budista ali de Tendai de baixo, como quem vai para Quioto. Estou a ficar muito bom em sentar-me para meditar e clicar no play do mp3 de meditação e ouvir a senhora a dar instruções, mas a certa altura começo a desconcentrar-me e por “certa altura” refiro-me ao momento em que clico no play.

a posição “Amália”, uma das mais eficazes para a meditação do mantra “obrigado obrigado”

meditacao1
Ela diz coisas com “bring your atention to your breading” e eu começo a ficar um bocado ansioso, porque respirar é daquelas merdas com que não gosto de brincar. É um processo que tanto pode ser automático como consciente e eu pessoalmente prefiro aquilo em automático. Tenho medo de, ao respirar conscientemente por uns minutos, ficar preso num loop de respiração consciente em que tenho de ser eu a dar as ordens de inspira e expira, uma a uma, para sempre. E que se tiver sono ou me distrair, correrei o risco de morrer e nunca mais tenho sossego para o resto da vida.
E com isto costumo não relaxar assim muito na primeira parte da meditação em que a senhora da meditação se foca em lembrar-me que posso ser eu a decidir se morro sufocado ou não.
Mas passando essa parte, então sim, começo a concentrar-me mais no que ela diz. Não é bem no que ela diz, é mais na voz dela e como será aquela voz calma e pacífica quando estacionam em 2ª fila ao lado do seu carro e a pessoa não aparece apesar dela apitar que nem uma doida.

todos sabemos quanto pode ser stressante um trabalho numa seara de trigo ao por do sol. a meditação ajuda.

meditacao2

E quando é para focar no meu corpo e nas sensações do corpo, a voz dela torna-se tão sensual e relaxante que acabo por pensar mais no corpo dela e nas sensações que o corpo dela podia providenciar ao meu corpo do que propriamente nas sensações espectacularmente ricas e complexas que o meu está a sentir naquele momento a fazer figura de urso sentado no tapete do escritório. Também penso a que horas vai jogar o Benfica no Domingo e se dará na sportv ou na benfica tv, se pus o Game of Thrones a gravar e se tenho arroz de pato congelado no frigorífico.
Depois quando a meditação acaba fico extremamente activo e focado no agora, combatendo a procrastinação que me atormenta. Vou ver na net ao ondedaabola.net, confirmo se o episódio está para gravar e vou ao congelador ver se tenho arroz de pato e concluo assim o ritual.

Anúncios

6 thoughts on “meditação

  1. Estás claramente no bom caminho. Talvez possas contar com a ajuda do teu patrão para, como qualquer bom mestre zen, te dar umas boas pauladas no costado quando estiveres em risco de adormecer.

      1. Hmmm… Uma vizinha? A Júlia? Qualquer mão capaz de manejar um pingalim…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s