afinal a vizinha…

Hoje cruzei-me com eles, o casal daquela paixão platónica da universidade. Estou tão contente. Ela envelheceu algo mal apesar de não estar gorda, o que é de louvar. Continua com os mesmos olhos verdes felinos, mas está um pouco inchada e o ar austero que já tinha acentuou-se, talvez por nunca ter deixado de fumar, aparentemente. Gordo está ele, um balão autêntico e é feio e não tem pinta nenhuma. Há 2 ou3  anos lembro-me de os ter visto e ele não parecia tão decadente. O bebé deles no carrinho, ali, de chucha. E discutiam um com o outro, bastante tensos, em frente ao florista, sendo que era ela que ia a empurrar o carrinho, pelo que está-se mesmo a ver a dinâmica. Aliás, aquelas idas dela à janela fumar sozinha à noite a olhar para os aviões a levantar vôo dizem tudo. Vou continuar a vigiar a ver qual dos dois é que sai de casa, tipo coin flip. Não é que tenha algo melhor que fazer. Entretanto estou a ler mais sobre os monges budistas do monte Hiei e li hoje, a comer pão e uvas com a Júlia, que no tipo de budismo deles, até uma árvore ou uma pedra pode ser Budha, pelo que é frequente pararem no caminho para saudar alguma ávore ou alguma pedra. A minha filha faz isso e nem tem 2 anos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s