a ternura do raio que vos parta

Pelas minhas contas, estou a chegar perto dos 40. Algumas mudanças têm sido automáticas (ser bem sucedido, até agora, em não deixar a minha filha morrer de fome, sujidade, febre, sono, acidentes, etc.) mas outras têm de ser impostas conscientemente, como o upgrade na roupa que tenho estado a adiar porque agora háuma máquina fotográfica a adquirir, bem como uma bicicleta Eddy Merckx. Também já percebi que, por muito que a minha percepção me diga que tenho 23 anos, reforçada pelo software do Garmin Connect de desporto que me atribui essa idade metabólica, não tenho 23 anos, nem sequer a nível mental. Por isso parece que se está a preparar uma escolha. Curioso, quando eu tinha 23 anos mesmo, sabia que essa escolha chegaria e já sabia que ia seguir por B, mas em vez do gato, tenho uma coisa que anda em 2 patas e com as outras 2 me faz hard reset ao telemóvel sempre que o encontra, apagando-me o passado todo, o que é a todos os níveis, positivo. Nisto, este disco da Roisin, o Hairless Toys, a forma como ressoa em mim, é sinal de maturidade, positivo. Há que acarinhar esses sinais e procurar mitigar outros menos positivos. Próximo fim de semana, vou pescar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s