um pedido de desculpas

Mais uma vez, veio aqui parar, não sei como, um post de índole muito pouco artística, com umas considerações idiotas sobre maratonas sub 3h’. Nem fui eu que escrevi aquilo, mas sim o outro que escreve no outro blogue. Eu nem gosto de correr e rio-me quando os vejo passar, nas suas licras. Irrita-me esta nova moda da pequena burguesia, toda life style e nazi da imagem e da forma, do batido de proteína, da quinoa e do seitan. Eu gosto de fumar, de beber, de me deitar tarde e comer mal, como o Bukowski, mas em menos repetitivo e certamente menos escatológico. E gosto de estar deprimido. Bom, pelo menos, gosto de me sentir triste ou melancólico, fico mais produtivo e criativo. Alguém tem de o fazer e não vão ser certamente esses idiotas aos pulos que vão criar Arte, a minha arte, que a Humanidade, tão desesperadamente, precisa.

Anúncios

7 thoughts on “um pedido de desculpas

  1. É natural que, com esta vida dupla, te baralhes todo.

    É natural por seres homem, atenção. Se fosses mulher, saltavas de uma para a outra com uma mestria do caraças e ninguém dava por nada.
    ;p

      1. Eu gosto do sabor em si. Para mim, a quinoa tem sabor e gosto desse sabor. Mas, claro, fica melhor bem refogado com outros legumes.
        E, atenção, não digo isto por ser adepta da comida super-saudável-sem-gosto-nenhum. Muito pelo contrário. Mas, efectivamente, provei quinoa quando estava grávida e fiquei agradavelmente surpreendida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s