everywhere

Hoje não me lembrei do sonho que estava a ter quando ouvi o alegre papá papá bom dia papá gritado do quarto dela, mas não me esqueço do pesadelo que se seguiu quando abri a porta do quarto.

Mesmo antes de abrir a porta já sentia o bafo mais nauseabundo de sempre nestes quase 2 anos de parentalidade e múltiplas viroses com diarreias.

Abrir a porta e olhar para lá confirmou os meus segundos piores receios (o 1º pior é que ela me tivesse trazido um gato morto da rua para dentro do quarto sem eu ver)

shit

Quase vomitei. Chamar-lhe “shit” é incorrecto, era mais uma mistura de água amarela com bocados do almoço de ontem, nomeadamente milho e cenoura ripada. Ela a sorrir feliz com o cabelo colado à cara, ficou meio apreensiva ao ver a minha expressão de choque.

– Oh Meu Deus… o que… como… ?
– Bom dia papá! 🙂

Peguei nela com cuidado, ignorando os bracinhos esticados que queriam o terno abraço matinal do costume. Desta vez não, filha.  Fui depositá-la na banheira, deixando um pequeno rasto de bocados de milho e cenoura que caíam dos bordos da fralda esgotada.

Depois peguei no lençol, no resguardo, no cobertor, no ursinho rosa não assim tão rosa, no ursinho castanho, no cão castanho, e fui rapar aquilo para o lava loiças (foi aqui que quase vomitei) e meti na máquina.

Depois liguei uma ventoinha na casa. Depois voltei à banheira, tirei a fralda que tinha cerca de 30% da água corporal da minha filha, meti-a num saco de plástico de congelação e selei. Espero que nunca abram esse saco com essa fralda, nem na lixeira, ou os pobres que lá andam a remexer todos contentes  vão ter um dia menos agradável.

E tomámos banho. Tive de lhe lavar cuidadosamente o cabelo onde havia milho e cenoura.

O meu pensamento vai para as senhoras da creche quando as crianças pegam estas viroses umas às outras e às senhoras da creche e é tudo ao mesmo tempo é o apocalipse.

Um dia cheguei lá ao fim da tarde e uma auxiliar vinha a passar na rua, tinha um lenço sobre a cara e transportava um saco preto do lixo gigante com meia tonelada de fraldas. Só lhe vi os olhos, cansados, traumatizados.

Anúncios

5 thoughts on “everywhere

  1. Coitadinha… 😣
    Pior que cabelo colado à cara por vómito só cabelo colado à cara por trampa e bracinhos no ar e sorrisos mesmo assim. Coitadinha, querida… 😔
    rai’s partam as gastros

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s