escrevo sobre o quê?

Não consigo andar muito bem ainda e para cúmulo a minha filha trouxe-me mais uma potente virose para casa, estamos os dois bem arranjados. Sinto-me como o Captain Willard do Apocalypse Now, também contribui estarem 35 graus dentro de casa e a minha empregada não ter vindo esta semana. Tenho de arranjar uma ventoinha de tecto, gosto muito de ventoinhas de tecto. Tenho tempo para escrever, tenho supostamente uma missão para escrever e não me apetece, fico a olhar para a página em branco com uma nuvem na cabeça. Preciso de um tema. Uma história de amor que acaba mal, um conflito épico entre povos das máquinas e povos na natureza, uma história de terror sobre um grupo de mulheres com depressão pós-parto que é convidado a liderar os destinos dos estados unidos na “semana da mãe”, ficção científica, romance histórico, autobiografia, contos, poemas, não sei.

Anúncios

3 thoughts on “escrevo sobre o quê?

  1. Acho, honestamente acho, que deverias escrever sobre ventoinhas de tecto. Desculpa lá, mas também nutro por elas uma paixão assolapada, há décadas. Agora, que é um facto incontestável que as ventoinhas de tecto dão pano para mangas, é. Um facto.

    Pareces um grego lambão, como dizes no Eurogrupo. Shame on you.

    ____
    isso das viroses vai até aos 2 anos e meio, sensivelmente, depois passa (embora me agrade a perspectiva do contágio)

    😛

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s