ax+ by + cz +…… =f(x,y, z…)

Podem pensar que isto é a gozar, mas fiz um excel em que as linhas são dias do mês e da semana e as colunas são variáveis em índice que captam coisas em que tenho de melhorar como:
sono
bebida
social
alimentação
leitura
sexo
escrita
jogos de tabuleiro
horas de treino
fazer música
ouvir música
jogar videogames
tratar de burocracia
poupança
trabalho
peso
% de massa gorda
cansaço físico
apaixonado
doenças e lesões

depois tenho a variável dependente
como me sinto(0-10)

O meu objectivo é ao fim de uns meses ter observações suficientes para perceber que cenas são importantes e qual o peso relativo delas na forma como me sinto e ao mesmo tempo tornar-me consciente no dia a dia das pequenas coisas que posso fazer para ser a pessoa que idealizo.
vai correr bem.

olhem, deixo aqui um álbum completo muito bom, ia por só a dull boy que de facto se adequava ao post, mas partilho porque me dá jeito.

Anúncios

17 thoughts on “ax+ by + cz +…… =f(x,y, z…)

  1. acho que sou uma das 2 pessoas que acha isto genial. Eu, que tenho uma app em que aponto todos os cocós e refeições da minha recém-nascida. Não percebo como é que se pode viver sem estatísticas claras e ao minuto…

  2. Parece-me que faz mais sentido trocares as colunas pelas linhas. Parece-me que o objecto de análise fica de mais fácil leitura se ficar nas linhas, à esquerda.

    1. não, as colunas são sempre as variáveis (sono, etc.) e as linhas as observações (os dias). A análise é feita numa página à parte com gráficos que resumem as tendências de cada cluster de dados (ex: o cluster passatempos inclui jogos de tabuleiro, fotografia, sexo, playstation). Posso mesmo fazer índices agregados.

      1. Mas vais atribuir pontuação a cada item conforme o que sentes ou o que fizeste?
        Exemplos de preenchimento:
        – não joguei Playstation, então coloco 0;
        – não joguei Playstation, mas tive muita vontade, então coloco 8;
        – joguei, mas só me deu 6 de satisfação.

        PS: só cheguei ao teu blogue ontem. Pela resposta ontem, calculo que não te lembres. Mas éramos quase irmãos há uns anos. Quer dizer, amigos. Quer dizer, éramos só gajos porreiros da blogosfera.

  3. Atenção, isso pode ser perigoso. Se és um tipo que gosta de controlar estatísticas, imagina que dás por ti qual apostador malaio descontrolado a querer influenciar o resultado final:

    ‘Amiga, foi bom, mas vais ter que sair, pois a quota parte que te diz respeito já está a 90% este mês, mas daqui a meia hora terei que estar a jogar Playstation para quando o sol raiar poder estar a fazer yoga enquanto a bateria do game pad recarrega.

    Mas como é que vais para casa a partir do meio de nenhures em Bucelas? Já sabias no que te metias quando te disse que podíamos treinar outra coisa a meio do meu treino de desnível. E não faças essa cara, soube-te tão bem como a mim o facto de ter polvilhado as costas com granola e ter apanhado cada migalhinha cuidadosamente.’

    😉

  4. Mas existe correlacao entre as variaveis! A unica maneira correcta de fazeres isto, e defenires a priori os valores para cada uma das variaveis aleatoriamente e depois executar esses mesmos valores!*

    *experiencia de quem ja fez um excel semelhante

    1. Quero ver se existe, posso depois reduzir a factores e eliminar multicolinearidade. É verdade que tendo o dia 24h, o facto de fazer uma actividade como jogar ps3 e mesmo assim ter sexo no mesmo dia, tende a ser inversamente proporcional quando estou solteiro.

  5. eh lá, geekness extreme. correlação no X há sempre, quer se queira quer não. tens é de evitar ter (quase) sempre a mesma pontuação em determinado índice. boa sorte.

    1. não, posso transformar isto tudo em factores, por exemplo, jogos de tabuleiro e social estão fortemente ligados, é impossível jogar jogos de tabuleiro sem ter de falar com pessoas tê-las em casa etc. Com o sexo sucede o mesmo, é difícil ter uma má pontuação social e ter sexo (excepto, claro, quando temos uma relação e não somos obrigados a falar e ouvir a outra pessoa ou outras pessoas). Já com a PS3 sucede o oposto.

  6. O que me interessa claramente é se existe relação enter “fazer música” e “sexo”. O senso comum diz que sim, o teu gosto musical talvez prove que não.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s