para se sentirem bem

Há cada vez mais pessoas a correr e a andar a pé ou de bicicleta nos parques da cidade e em Monsanto e junto ao rio. Há mais sensibilidade para com os animais e o seu sofrimento. As crianças de hoje em dia são mais conscientes dos problemas do planeta do que os seus pais e avós. Há mais gente a ler no metro do que há 10 anos e a andar de bicicleta. Portugal é geralmente gay friendly. O racismo é mais anacrónico e os fenómenos da extrema direita aqui não explodiram. Há mais civismo na estrada e muito menos mortos do que nos anos 80 e 90. As pessoas ficam cada vez mais chocadas com os incêndios pela destruição da natureza. Há mais políticos corruptos e banqueiros na cadeia, sentimos uma justiça mais forte do que há 20 anos, embora falte fazer muita coisa. Existe mais consciência da ética e da transparência nas gerações mais novas em contextos como o mundo do trabalho. A Internet destruiu monopólios e concentração de informação. Há maior escrutínio sobre o Governo e os políticos. Existe uma galopante intolerância à aldrabice. As pessoas podem ter acesso a toda a informação, a toda a arte, a todos os livros, podem adquirir ou mesmo consultar de borla tudo. O mundo é mais unido, somos mais próximos dos chineses e eles do nós do que alguma vez fomos e estamos ligados pelas relações comerciais. A Europa atravessa o maior período de paz da sua história. Há mais culturas em Lisboa, comunidades diferentes, chineses, paquistaneses, africanos, cada vez mais integrados. Estamos mais próximos uns dos outros pelas redes sociais, sim, é verdade que têm lados negativos, não queria falar desses lados negativos, mas também é verdade que possibilitam que todos, a nível global, a pouco e pouco, façamos parte de uma gigantesca família de seres humanos que se une por interesses comum,um video no youtube, um fórum de gaming, futebol, jogos online, seja o que for, no Afeganistão há alguém que gosta do mesmo que tu e agora podes falar com ele. E podia continuar. Tirei esta foto há momentos da janela do escritório de onde estou a escrever isto. Durou poucos minutos, esta visão.OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

6 thoughts on “para se sentirem bem

  1. Se me permites, e apesar do repelente fofo de esquerdolas ali à direita (beijinho + iogurte de aromas nele), as ‘redes sociais’ também permitem que pessoas sem grandes afinidades em geral, mas pelo menos duas ou três em comum, possam comunicar entre si.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s