estou feliz

Estive para alugar no meo o sniper americano e não o fiz. Hoje vi cerca de 40% do filme de graça e pude desistir a meio sem sentimento de culpa por ter gasto dinheiro. É tão mau, mas tão mau que… é mau. Podia ter drama a suportar a acção e eu cagava no drama e pensava “ok, a mulher grávida é só para dar densidade à personagem, o que conta é a próxima cena de explosões”, mas a acção é péssima, até nos “production values” é amadora, não transmite o sentimento claustrofóbico e angustiante do cenário de guerra urbano como outros filmes, até o básico black hawk down dá 20 a zero. Ah, e eu li o livro que deu origem ao filme – é fraco, mas é honesto, escrito pelo próprio.
Em compensação, este filme, machina

Gostei mesmo muito. Limpou-me o miserável Her do Spike Jonze (2013) da memória. Recomendo, vão por mim.

Anúncios

10 thoughts on “estou feliz

  1. Pois olha, enquanto tu andaste a dar vazão à macheza em filmes de guerra, eu estive a ver um filme bem giro, quase girly, chamado she’s funny that way. recomendo… Tem call girls, coisa de macho, pode ser que te atraia… (O sniper americano é mesmo uma grand’a merda de filme)

  2. O Her é das merdas mais pretensiosas que já vi na vida. Para além de ser uma seca. O Sniper, confesso, vi a andar para a frente. O Ex Machina é muito, muito bom (e a rapariga muito, muito, gira).

  3. o actor principal de “sniper americano” é bem capaz de ser o pior actor da história dos piores actores da humanidade. a sério, o gajo é péssimo. acredito até que o “sniper americano” com outro actor qualquer a dar tiros podia ser um filme interessante.

  4. Gostei muito deste filme. Há uma certa simplicidade em recursos, em personagens que abre espaço para reflectir sobre tanta outra coisa. (eu também gostei do Her. Não vi o Sniper porque nem é preciso ir ver o Sniper para saber que é mau).

  5. O Her é uma merda, nem sequer se aproveita o desempenho doo Joaquin Phoenix.

    Ex Machina: não gostei da sexualização das mulheres, achei que houve nudez desnecessária, foi um bocejo ver o boneco do rico excêntrico que vive em reclusão, muito, muito cliché, o twist na história não me surpreendeu, vi o filme sempre a achar que era o miúdo quem estava a ser testado. No entanto, o filme vale pelo décor, interiores e exteriores, os efeitos visuais e imensamente pela OST (feita por um tipo dos Portishead).

  6. Sabes que consegues ver praticamente qualquer filme online, certo? Muitas vezes mesmo antes das estreias. Uma pesquisa pela nome do filme+online, eventualmente +legendado, full movie, e depois sorteias entre os links aqueles que oferecem menos publicidade e chatices intermédias. Este já foi bastante bom, actualmente não tenho paciência para os pop-ups: http://www.tuga-filmes.com/. Vou então ver este que sugeres.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s