e trocar professores não colocados por refugiados sírios?

Os refugiados (os sírios, atenção) estão motivados para fazer qualquer tipo de trabalho, depois da merda porque passaram qualquer coisa é boa, McDonald’s, obras, homem do lixo, EMEL, marketeer político do PS, seja o que for.

Os professores não colocados, por outro lado, não estão motivados, estão sempre contrariados, dão péssimos empregados de mesa. “A minha vocação não é esta” é um tipo de pensamento que transparece num mau empregado. Convenhamos, uma pessoa escolhe ser professora e depois as pessoas vão e não fazem filhos para eles ensinarem, nomeadamente, filhos que vivam na cidade onde eles, os professores, vivem.

São todos de esquerda, não há um só professor não colocado que lamente a não-colocação e não seja de esquerda: um só. Os de direita há muito que perceberam que com a diminuição demográfica era uma ilusão acreditar que chegaríamos ao rácio 1 professor por aluno em 2025 como preconizado nos ideais de abril e então nem sequer escolheram ser professores, mas sim empreendedores.

Então venham sírios, venham sírios sem ideologia, analfabetos, a arranhar inglês, a desenrascar-se com tuk tuks. Enviem os professores em camiões para sítios onde os queiram e sejam necessários, deixem os sírios vir. Depois quando estiverem devidamente motivados, podem voltar. Se sobreviverem à viagem, pelo menos há alguma selecção natural e só regressam os melhores, os preparados para lidar com adolescentes mimados.

Seríamos tentados a acreditar que ser professor é uma profissão tão boa como médico ou juiz do TC, mas não, é deprimente, mal pago e stressante, mas como os não colocados não têm tempo para descobrir isso, idealizam os alunos, turmas inteiras, são todos o Robbin Williams no Clube dos Poetas Mortos a despertar consciências para a cultura, a ciência, a dignidade do ser humano. Faz pena, é vê-los nos parques a ensinar aos pombos que esvoaçam aos repelões. E quando vemos os refugiados a querer vir para o nosso país também ficamos contentes, afinal de contas isto não é assim tão mau, podia ser pior, eles pelo menos assim o entendem.

Anúncios

One thought on “e trocar professores não colocados por refugiados sírios?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s