psicólogos

Sei de um caso de uma psicóloga que chora em quase todas as consultas de uma amiga minha. A minha amiga acha aquilo pouco profissional e dá-lhe que pensar: “mas a minha vida é assim tão má comparada com a dos outros pacientes dela?” e sai de lá ainda mais deprimida. Às vezes a consulta acaba com ela a tentar animar a terapeuta. Felizmente para a minha amiga, o estado é que paga esta brincadeira em questão.

Anúncios

17 thoughts on “psicólogos

      1. Não, eu quero só uma crying party. Uma coisa pontual, sem compromissos.
        Prefiro falar de suicídio enquanto estás ganhar-me no Eclipse, para ver se te ponho uns sentimentos de culpa e isso 🙂

  1. Fico muito deprimida. Sinto que não faz sentido existir num mundo onde não consigo que os Planta ganhem o jogo. E a montagem do jogo faz-me refletir acerca do sentido da vida. Empilhar os victory points? A vida é uma pilha de victory points que vão sendo roubados de mim!!! *chora*

  2. Às vezes os olhos ficam mais embaciados numa ou outra situação mais dura que nos é contada. Mas chorar mesmo e ainda por cima várias vezes, essa psicóloga está claramente a precisar de terapia.

  3. Tenho para troca: a psicóloga que um dia me pediu para me sentar na cadeira dela enquanto ela se deitava no divã porque estava cheia de dores de não sei o quê. Pois, divã. Era uma pista óbvia que a coisa não ia correr bem, mas gostei de estar sentada na cadeira. Tinha uma vista bonita sobre os telhados do chiado 🙂

  4. Senti uma necessidade inexplicável de começar a fazer perguntas sobre a mãe dela. Em poucos meses de terapia fiquei a saber mais sobre a mãe dela, o pai, o ex-marido de há 30 anos e a “cabra alemã” que namorava um dos filhos do que ela sobre mim. Foi giro.

  5. Ele há psicólogos muito estranhos…a propósito de ser um leitor de longa data, olha, sou mesmo. Este é o único blog que leio todos os posts. Começou por ser o blog do tipo de direita que tinha piada e dizia umas coisas engraçadas, que gostava de alguns autores que eu detestava e detestava alguns que eu gostava (também temosgostos comuns). Agora é muito mais que isso. É uma coisa (não sei bem que lhe chamar) que gosto de ler. Discordo montes de vezes, concordo outras tantas…às vezes sofro por ti, outras vezes fico feliz, é estranho, também tenho filhas, talvez seja por isso, talvez seja por um post que escreveste uma vez sobre o teu pai, não sei. Bem, vou parar com o sentimentalismo que sei que não gostas dessas coisas (pelo que percebi o francês também não gostaria, diria que é uma reação química qualquer do nosso organismo).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s