vamos

paf

Estive lá. Devo ser a única pessoa que esteve em quase todas as manifs nacionais desde 2011.

Cumpri o meu dever de consciência. Agora é hibernar, divertir-me. Espero que Cavaco dÊ posse, mesmo. Entertain me.

Anúncios

13 thoughts on “vamos

  1. tive pesa de não poder lá estar. pois vivo no porto.
    também estou chocada com este atropelo á vontade da maioria dos portugueses, com o único fito de chegar ao poder. E um saque na verdadeira acepção da palavra.
    (estou farta de ouvir falar em “maioria de deputados da assembleia”, quando o que deveriam falar é “a maioria dos portugueses deram á coligação o seu voto”. Frase do mês: “3 derrotados não dão um vencedor”)

  2. Ah, então eras tu com os cartazes:

    “Austeridade sim! Aumentos salariais não!”

    “Merkl! Please! Takes us as refugees!”

    “UE! NATO! FORA O LARGO DO RATO!”

    1. Ahahahahahahahaahahahah!!!!! muito bom!!! E as tias,a dizer asneiras e a desejar a morte aos Socialistas??? ( no Domingo na missa, rezam e ficam absolvidas)!!!! Há 4 Países na Europa (Norte),muito atrasados como se sabe , que os primeiro ministros não são quem ganhou as eleições, avancem!!! 40 anos a levar sempre com os mesmos!! Só cria interesses instalados e Corrupção!! E escusam de vir com o papão dos mercados, que Bruxelas está Atenta!!! Vergonha é ter um fulano á frente do País , que nem sabia que tinha que pagar a S.S.!!!Agora vai para o Parlamento lutar, pudera!!! Não tem profissão!!!!

    2. Não deixa de ser curioso que esta manifestação foi encarada por tantos como ridícula devido ao estereótipo que têm, mas eu faço o mesmo dos comunas da CGTP e dos anaquistas sebosos. Cada um está no estereótipo que merece. Miúdas giras é que não faltou, não é só no Livre.

  3. Vá lá que era só “meia-dúzia” de atrasados mentais. Liberdade de expressão é isso mesmo, qualquer imbecil pode-se manifestar pelo que quiser, mesmo que seja por mais austeridade e menos apoios sociais (nem queria crer até ter visto com estes olhinhos lol). Se os do PNR também se manifestam por expulsarem os emigrantes e outros actos xenófobos e completamente idiotas, estes também têm direito a exercer o seu direito de liberdade de expressão. Não são estereótipos, é só uma parvoíce que temos de tolerar.

    1. És tão boa pessoa. Quem me dera ser como tu, tão inteligente, Gonçalo. Nunca me tinha ocorrido como é fácil resolver o problema de recursos, dívida e economias globais. É só ser pelas coisas boas. Génio, Gonçalo. Obrigado.

  4. Por acaso liberdade de expressão também é isso. E eu não sou “tão inteligente” como tu, vê lá tu que nem tenho um blog para debitar opiniões “brilhantes” sobre o estado da nação! 🙂

    E já agora, não existe uma só solução ou abordagem para o mesmo problema (apesar de achares que sim pela tua resposta). Se esta solução é melhor ou pior? Não sei, não sou economista (tu és?), não fiz as contas. Espero que “eles” as tenham feito por mim. O partido no qual votei, posso te garantir que as fez, pois li o programa eleitoral de fio a pavio. Portanto sei do que estou a falar.
    Ah, e que eu saiba também ninguém disse que ia ser fácil.

    1. pronto, desculpa interpretei mal. sou economista, pode dizer-se. Cheguei a gozar com isso a caminho da manif para a pessoa que vinha comigo “olha lá, já viste que na prática vamos estar a gritar “aumentos de salários não, austeridade sim”? como se consegue galvanizar uma manif assim? já para não falar no perfil sociodemográfico que apesar de tudo me surpreendeu. Foi gente tesa, como em todas as manifs minoritárias.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s