baby, o meu carro tem pneus que se importam

amyschumer

Amie Schumer por Annie Leibovitz no calendário Pirelli 2016.

O calendário Pirelli 2016 marca um “cultural shift” leio por aí. Quando muito marca um cultural shift face ao de 2015 (e outras edições) que foi bastante azeiteiro.

pireli2015

O calendário Pirelli que existe desde os anos 60 só teve nus em finais dos anos 80 e mesmo assim de forma intermitente. Não o sigo, mas uma rápida review aos arquivos faz-me concluir que teve anos melhores e piores consoante o fotógrafo, uns que envelheceram mal e outros bem, mas houve quase sempre uma procura de conceito estético em que o nu é era o que se pode chamar de fine art e não fotografia erótica ou soft porn ordinária que associamos a oficinas cheias de óleo e mecânicos de bigode. Ok, talvez aquela foto dos rastos de pneus por cima dos rabos seja pouco dignificante para a causa feminina, mas depende, se os pneus são Pirelli não faz mal.

Já em 2000, a edição do calendário Pirelli, também a cargo de Annie Leibovitz, teve uma estética disruptiva. Essa talvez tenha sido mais marcante do que esta de 2016. Era certamente mais interessante.

pireli

pireli2000

pirelli2000

No de 2016 acho logo para começar que o todo é incoerente, das modelos às escolhas de cada foto.

pireli 2016

 

 

Bem vindos a 2016, o politicamente correcto ao serviço do marketing de pneus que os homens compram.

O ponto não é o usar mulheres que fogem aos padrões batidos e repetitivos. Os sites de porn têm ampla quantidade de categorias que demonstram que há espaço para todos (até para a Amie Schumer ahaha estou a brincar, ela está sexy na foto) O ponto será a libertação da necessidade de ser bonita ou sexy e de substituir isso pela pessoa em causa (se é inteligente, cómica, uma grande atleta etc. tal como um homem) Tipo, a cena “sou eu”. Tudo bem. O calendário Pirelli sempre me foi indiferente em qualquer caso, mas preferia que fossem brincar com a Vogue e essas coisas.

Subverteram a Pirelli. Pobre homem que gostas de carros rápidos e mulheres, carne, violência, fumar… Vão-te vender tudo um dia a transmitir-te exactamente o oposto do que tu queres. Executivos que pensarão de forma estratégica, sabendo que quem compra pneus são homens que vão ouvir falar da Pirelli pela boca de mulheres que vão elogiar a Pirelli que ele tem: Baby, o meu carro tem pneus que se importam.

Calendário 1996. Que horror. Ainda por cima está a promover o cancro no pulmão e está sentada o que, como se sabe, diminui a esperança de vida.

1996

 

O certo é que se em 2017 voltarem a arrebanhar um conjunto de mulheres desse tipo e sem maminhas à mostra, ninguém quererá saber!

afrodite

 

Anúncios

4 thoughts on “baby, o meu carro tem pneus que se importam

  1. Quando li o título e olhei para a primeira imagem ocorreu-me que quisesses sugerir que jamais deixarias mulheres com “excesso de peso” entrar no teu carro… Depois li o post e não fiquei mais descansada.

  2. “Subverteram a Pirelli.” Não sei se reparas como se vai tornando politicamente correcta a sanha contra o ‘politicamente correcto’. E querer fazer passar por uma espécie de tradição passível de ser subvertida um calendário que, de vez em quando, mostra umas gajas nuas para vender pneus… é um esticanço.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s