não saber cozinhar

No domingo de manhã a caminho de um treino em Sintra pelo IC19 oiço o Júlio MAchado Vaz na Antena 1, à conversa com aquela outra que quase nunca acerta uma réplica e percebe tudo mal, mas tem uma voz agradável e um riso simpático.

Bem, conversa para ali, para acolá e o Júlio Machado Vaz confessa que nem um ovo sabe estrelar, pelo meio de risos. E eu confesso que fico pasmado sempre que dou com um espécime masculino (ou feminino) que confessa por entre risos que não sabe nem fritar um ovo.

Depois de ponderar a complexa logística que deve ser a vida de uma pessoa que nunca fritou um ovo  e não sabe confeccionar um só prato, penso na coisa freudiana. Este homem precisa de uma mulher que o alimente e por isso verá nela uma mãe. Nunca passará de um bebé numa coisa elementar da sobrevivência e assim é a cultura latina. Não foram dois nem três os inaptos na cozinha que me confessaram também que preferem não saber para não terem de fazer.

Continuando nos territórios dos psis, sou capaz de admitir que não saber cozinhar bem não implica ser-se um homem incompleto, mas com reservas, porque sendo o paladar, o olfacto, a vista, o tacto (texturas) sentidos e sendo o próprio acto em si de dedicar tempo a preparar algo um acto de amor  (começam na cozinha, os preliminares), o homem que não sabe cozinhar algo bem é assim uma espécie de castrado. E isto num suposto especialista que também sempre mandou ares de galã, é algo que não acho que fique bem. Deve admitir que não sabe cozinhar nada, mas com pesar, com vergonha.

Anúncios

4 thoughts on “não saber cozinhar

  1. Bom, convenhamos que se avolumam os temas:

    ventoinhas de tecto/queijos/gente que não cozinha.

    🙂

    p.s. – não, não me calo, Lou, que isto aqui ainda não é a monarquia, hem!, com o el matador ou com o ken, isto aqui no rectângulo ainda é a república das/dos bananas.

    p.p.s. – chatice, ter que explicar tudo.

  2. o que me choca é que ainda acha graça… tenho todo um tratado sobre isso, só comecei a cozinhar aos 43 anos. e é isso mesmo, tu deixas na mão dos outros o teu alimento, como se fosses um bebé a quem a maezinha precisa de dar o biberon. #agoraquecomeceinãoquerooutracoisa além de que comes o que te dão, sem poder decisório #nuncamais e agora pergunto-me como é que passei a vida sem cozinhar, é altamente terapêutico, ainda por cima. #backtoearth #roots #nature

  3. Essa merda da psicologia é um matagal onde ninguém com um módico de lógica na cabeça consegue sobreviver. E esse gajo, como ovos ou sem ovos, é só mais um idiota.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s